CARNAVAIS / CARNAVAL 1994

Retornando ao Grupo de Acesso a Colorado falou em seu enredo da historia do bairro do Brás e sua influencia em acolher varias comunidades, o enredo tem a participação do saudoso Geraldo Filme e o samba de Paulinho Di Nagô porem o desfile foi abaixo da expectativa a escola amargou outro rebaixamento.



LETRA DO SAMBA:

Vermelho e branco colorindo a passarela
No balanço da galera
Bate o sino da capela

Falando em nosso bairro a hora é essa
Meu povo se manifesta, vem aqui pra exaltar
Os portugueses vendas popularizou
Negro fez trabalho escravo mas ninguém valorizou
Italiano, espanhol a se agregar
Gregos, turcos, libaneses
Nesse chão se fez morar
Tem forró, fava e farinha, carne seca e caninha
Do nordeste o habitat

Vem sacoleira tá liberado
Fazer pechincha no varejo e atacado

O coreano no comércio progrediu
Joga golf lá na quadra, dança samba no brasil
Tem os latinos da bolívia e paraguai
Que chegaram nessa terra do balança mas não cai
E do brás antigo, só recordações
Teatro colombo, velhos casarões
Tradição pura que corre na veia
Só quero amor, amar que é lua cheia

Quilombrás é alegria
Aqui no pólo cultural
Colorado em harmonia
Vem josé brás, é ginga, é carnaval.