CARNAVAIS / CARNAVAL 1996

Geraldo Filme foi o enredo escolhido pela Colorado do Brás quando voltou a desfilar no Acesso, com desfile alegre lembrando esse grande baluarte do samba, a escola desfilou bem e garantiu a permanência no grupo.



LETRA DO SAMBA:

Abram alas
Peço licença no acorde do cavaquinho
Viemos homenagear o ”baluarte”
Nosso mestre com carinho

Geraldo, segura o tombo
Na tiririca derrubou também caiu
Na barra funda foi negrinho marmiteiro
Pisou forte no terreiro
Aí um novo bamba então surgiu
E no repicar da bateria
Rua da glória, paulistano era cordão
Embalou a peruchada, saracura tradição

Mandinga forte
Ninguém vai me derrubar
Vento forte africano
Peço a benção aos orixás

Nas quebradas do mundaréu
Teatro, arte negra e poesia
Na paulicéia
Cinqüentenário do sambista imortal
Vamos levantar sua bandeira
Do filme que enfocamos neste carnaval

Mande um axé lá do céu
Vê se descansa em paz
Sou colorado, sou guerreiro
Quilombrás.