ENTREVISTA - Ana Paula Sgarbi no Folia do Samba

Voltar
Mais fotos

Não perca o bate-papo que rolou entre nossa Porta-Bandeira Ana Paula Sgarbi e o pessoal do Folia do Samba!


Para começarmos fale um pouquinho sobre você (um lado que as pessoas não conheçam).
- Gosto de uma bagunça organizada, amo reunir minha família para aquele almoço, as vezes curtir minha casa também eu adoro. Sou um pouco teimosa e super protetora, melhor fazer algo pra mim do que com algum "dos meus"!!

Como começou sua trajetória no mundo do samba ? Por quais escola você já passou?
- Na época da minha adolescência havia umas rodas de samba de sábado a tarde na X9 e as vezes eu ia. Um pouco depois fui convidada por amigos que já desfilavam lá á participar da bateria, onde saí por 03 anos tocando chocalho. E durante esse período me interessei pela dança e tive aula com um antigo mestre - sala de lá da X9 mesmo. E em 2004 foi meu primeiro ano como PB. Já desfilei em várias agremiações, na X9 Paulistana, no Unidos do Peruche, Mocidade Unida da Moóca. Já participei também de desfiles em Paulínia e Ilha Bela. Atualmente estou no Colorado do Brás e no Combinados de Sapopemba.

Como veio o convite para Colorado do Brás?
- Quando a diretoria do Colorado soube da nossa saída, encontraram por acaso com o meu mestre sala (Ruhanan) e pediram nosso contato, dizendo do interesse porque estavam sem casal oficial.

O que você pode adiantar do carnaval 2017?
- Posso adiantar que a escola toda está trabalhando no mesmo objetivo, que será um desfile lindo, colorido e irreverente.

Como é a sua relação com seu mestre-sala?
- Somos parceiros e irmãos, são tantos anos juntos que fazemos parte da mesma família. Sabe festinha de família,natal e essas coisas?? rsrsrs. Então fazemos muita coisas juntos além de dançar. Somos muito diferentes na maneira de pensar e até as vezes de agir, mas nos respeitamos e nos amamos como irmãos.

 O quesito mestre-sala e porta-bandeira é um dos mais importantes e defendido apenas por duas pessoas, como é ter essa "pressão" e responsabilidade de levar o pavilhão da escola?
- Não encaro como pressão, mas uma honra ter essa responsabilidade em nossas mãos, afinal nos esforçamos muito pra sempre dar o melhor, e não falo só do casal Ana e Ruhanan, digo num geral.  Costumo me esforçar ao máximo para responder a confiança de um escola toda, sempre com honestidade e muita alegria, afinal fazemos isso porque amamos.

 Você tem alguma inspiração no samba?
- Minhas inspirações passam sempre por mim, me inspiro nas pessoas que amam o pavilhão da sua escola de verdade, em vários casais que se emocionam ao contar um desfile que com garra que conseguiram executar. Nos gestos simples e quase sem fala das pessoas quando esperam um movimento seu na dança.

O que o carnaval mudou em sua vida?
- O carnaval se tornou minha vida, era uma menina muito tímida e tudo que aprendi no carnaval me tornou uma mulher mais forte, determinada, vaidosa, comunicativa. O carnaval me deu até meu casamento!!!! rsrsrsrsrsrs

 Deixe seu recado para o mundo do samba.
- À todos os sambistas, desde aqueles que apenas assistem até o mais alto dos cargos que desfilam, o mais belo gesto dentro desse nosso mundo, não é apenas o sorriso, mas sim o respeito. O respeito com quem está, com quem foi ou com quem será. o respeito em agir com a verdade á quem se dedica, chora e vive por um pavilhão. O respeito de um abraço sincero, de um gesto de humildade. Sou muito feliz em fazer parte desse mundo, em ter o carnaval como minha vida. E pra encerrar eu agradeço á todos, aos que me impulsionam a continuar, á nossa escola Colorado do Brás pela recepção maravilhosa de uma comunidade incrível. E aguardem porque será um desfile maravilhoso!!!!! Afinal, vermelhou no Anhembi!!

 

Leia a entrevista completa aqui: http://bit.ly/2afwPs7

Voltar